Terapias capilares

Por TRESemmé | em 03/11/2013

Terapias capilares

Se você não conseguiu assistir às nossas palestras durante a Beauty Fair, essa é a oportunidade de ficar por dentro de alguns dos assuntos abordados pelos educadores TRESemmé (docentes da Universidade Cruzeiro do Sul) e cabeleireiros embaixadores da marca.

Um dos workshops ministrados pela professora Letícia Chaves durante o evento tinha como tema “Terapias capilares – Uma abordagem complementar”. Segundo a educadora, as pessoas estão falando muito sobre as terapias estéticas, pois é um novo jeito de agregar serviço ao salão.

O que é terapia capilar?

As terapias capilares têm como objetivo manter ou restaurar a saúde dos fios e couro cabeludo, enquanto proporcionam bem-estar ao cliente, em um único ritual de beleza. Além disso, elas estão em sintonia com o conceito de sustentabilidade, já que os produtos utilizados, em geral, são naturais e praticamente não deixam resíduos no cabelo.

“Apesar de a mentalidade sobre as terapias ter mudado ao longo dos últimos anos, ainda há a concepção de que esses tratamentos são itens supérfluos na vida da maioria da população. O que hoje é considerado um luxo, na Antiguidade era encarado como procedimento estético necessário para a saúde do indivíduo”, afirma Letícia.

De acordo com a pesquisa do Ibope “As brasileiras e seus cabelos”, realizada em 2011, mais de 70% das mulheres acham prazeroso cuidar do cabelo e gastam, aproximadamente, 35 minutos diários com os fios. Já pensou em oferecer algum serviço relaxante para esse público em potencial?

Cuidados para o couro cabeludo

Uma das terapias capilares mais interessantes e fáceis de aprender que existem é o shiatsu capilar, técnica de massagem japonesa baseada na aplicação de força, com os dedos, nos pontos energéticos da cabeça. O toque provoca uma sensação de relaxamento enquanto estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo, o que é benéfico para os fios.

“Eu recomendo não se limitar somente à cabeça. Você pode trabalhar o pescoço, a têmpora, a testa e até as orelhas durante a massagem”, sugere a professora.

Não sabe por onde começar? Inicie pensando no seu público alvo: qual o perfil dele? Quanto tempo disponível ele teria para passar no salão? Assim, você determina mais facilmente o conceito de beleza da sua terapia. Veja alguns exemplos que a professora elaborou:

1) Cuidado essencial

Trata-se da aplicação de tratamento do tipo express/quick nos fios, acompanhado de massagem básica relaxante no couro cabeludo. Esse ritual consiste de cuidados essenciais com os fios, por isso é de curta duração (15 minutos).

2) Cuidado intenso

Já esse é um tratamento destinado a recuperar os danos causados aos fios (nutrição e reconstrução), acompanhado de massagem relaxante e antiestresse. Duração: 30 minutos

3) Cuidado específico

Terapia capilar específica ou argiloterapia. Esse ritual tem por objetivo auxiliar no tratamento de algumas doenças e ou problemas específicos do couro cabeludo. O conceito é a saúde do couro cabeludo, ele possui , em média, duração superior a 30 min.

Imagem: Shutterstock