Como turbinar as máscaras capilares

Por TRESemmé | em 24/11/2013

Como turbinar as máscaras capilares

Há vários tipos de máscaras capilares no mercado, umas mais rápidas, umas com óleo em sua composição, outras com efeito mais profundo... O que vale é associar as qualidades da máscara as necessidade do cabelo em questão.

Na tentativa de melhorar a potência das máscaras a conhecida touca térmica ainda é um recurso eficiente, porém há aquelas que dispensam esse artifício. "Máscaras com micropartículas em sua composição não precisam de touca térmica, pois já levam os nutrientes para os fios de forma eficaz", comenta Guto Leça, proprietário do Espaço Guto Leça Hair & Spa.

Quando se trata de máscaras reconstrutoras a coisa muda de figura. "Nesse caso é necessário usar uma touca para que o resultado seja satisfatório. Cerca de 10 minutos com a touca são suficientes."

Algumas pessoas costumam turbinar as máscaras com ampolas de vitaminas ou hidratantes, contudo Guto alerta que essa prática em vez de embelezar os fios, pode deixá-los pesados e opacos. "Em geral, os produtos são desenvolvidos para serem utilizados sozinhos e as fórmulas já contemplam todos os elementos necessários", comenta. Agora, algumas máscaras permitem a associação com óleos capilares, como o de argan. "É uma prática interessante, pois às vezes o cabelo precisa de um cuidado a mais".

Quanto aos intervalos entre a realização dos tratamentos com máscara, o profissional indica que as de nutrição devem ser usadas semanalmente, já as de reconstrução – indicadas para cabelos coloridos ou quimicamente tratados, devem ser aplicadas quinzenalmente.

Como aplicar?

Para Guto, o grande segredo na aplicação de máscaras capilares está em não passar o produto com os cabelos encharcados. "Lave com xampu, de preferência duas vezes, enxágue e retire o excesso com uma toalha, assim o cabelo vai agir como uma espécie de esponja, absorvendo a máscara", explica. Durante a aplicação, o ideal é manipular o produto mecha a mecha, para aperfeiçoar a espalhabilidade.